Assassino de jornalista búlgara é condenado a 30 anos de prisão

posted in: Notícias | 0

Severin Krasimirov estuprou e matou jornalista Victoria Marinova em outubro de 2018. Criminoso foi detido na Alemanha, para onde fugiu após crime

 

O tribunal regional da cidade de Russe, no norte da Bulgária, condenou nesta segunda-feira (22) a 30 anos de prisão Severin Krasimirov pelo estupro e assassinato da jornalista Victoria Marinova em outubro do ano passado.

“Sinto muito pelos fatos, peço perdão aos pais da senhora Victoria, queria voltar atrás no tempo”, declarou Krasimirov, de 21 anos, diante do tribunal antes de sua sentença ser ditada, segundo a agência de notícias “BTA”.

 

O agora condenado foi detido no dia 11 de outubro na Alemanha, para onde fugiu depois de cometer o crime e onde vivia com sua mãe desde então.

Depois de sua extradição à Bulgária, Krasimirov passou por exames médicos e psiquiátricos que estabeleceram que ele estava consciente de suas ações, e depois ele confessou que cometeu o assassinato sob o efeito de álcool e drogas.

O corpo de Victoria foi encontrado em um parque de Russe, depois que ela foi estuprada e assassinada de forma “brutal e cruel”, conforme descreveu o ministro do Interior búlgaro, Mladen Marinov.

 

A jornalista era apresentadora e diretora da “TVN”, um canal privado local, e seu assassinato aconteceu depois da exibição de uma reportagem no dia 30 de setembro sobre corrupção com recursos da União Europeia, envolvendo empresários e políticos locais.

 

O conteúdo do programa gerou a suspeita de que a morte violenta de Victoria tinha a ver com seu trabalho, o que elevou a pressão internacional sobre o governo búlgaro para uma rápida solução do caso.

 

No entanto, a Justiça da Bulgária descartou que o assassinato tivesse qualquer relação com o trabalho da jornalista.

 

Fonte: EFE

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *