Jornalistas banidos da convenção que vai nomear Trump como candidato presidencial

A convenção do Partido Republicano dos EUA que vai confirmar formalmente Donald Trump como candidato às eleições presidenciais de novembro vai acontecer pela primeira vez à porta fechada, sem a presença da comunicação social, disse uma porta-voz do partido citada pela Associated Press.

A pandemia da Covid-19 obrigou ao cancelamento da convenção, inicialmente prevista para a cidade de Jacksonville, no estado da Flórida, com a presença de uma grande multidão. E a evolução da pandemia naquele estado levou a que o modelo tivesse de ser repensado. A convenção republicana foi então mudada para a cidade de Charlotte, no estado da Carolina do Norte, e transformada num evento de muito menor escala, à base de intervenções por videoconferência.

É durante a convenção republicana que 336 delegados do partido (em representação dos mais de 2.500 delegados oficiais) vão formalmente aprovar a nomeação de Donald Trump como candidato republicano às eleições presidenciais norte-americanas de novembro.

Devido às restrições sanitárias e limitações implementadas no estado da Carolina do Norte, estamos a planear que as atividades em Charlotte sejam fechadas à imprensa entre os dias 21 e 24 de agosto“, disse uma porta-voz da convenção, acrescentando que a decisão ainda pode ser alterada.

Esta será a primeira convenção partidária norte-americana para a nomeação de um candidato realizada sem a presença da comunicação social, na história moderna — sobretudo porque estas convenções são habitualmente um dos momentos altos em termos de comunicação durante a campanha presidencial.

Fonte: Observador

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *