Dois jornalistas da TV moçambicana foram agredidos

Dois jornalistas de um canal de televisão moçambicano foram agredidos na terça-feira por residentes num bairro de Nampula, capital provincial no norte do país, ao entrevistar uma família despejada, anunciou hoje uma associação do setor.

“O incidente ocorreu na terça-feira, no bairro de Muatala, Nampula, quando os dois jornalistas pretendiam recolher depoimentos e captar imagens de uma cidadã que fora despejada, junto com os seus filhos, pelo ex-marido”, refere o Instituto para a Comunicação Social da África Austral (Misa Moçambique) em comunicado.

Além da agressão, os jornalistas da Media Mais TV “viram o seu equipamento de trabalho retido por alguns indivíduos que se encontravam no local”, sem que o tenham ainda conseguido recuperar.

O caso foi reportado à polícia e o repórter de imagem recebeu cuidados médicos no Hospital Central de Nampula, acrescentou o Misa.

“O Misa Moçambique condena este ato e pede às instituições de justiça para responsabilizar os autores do crime, devidamente identificados”, sublinha.

No mesmo comunicado, o Misa solidarizou-se com os jornalistas da rádio comunitária de Nangololo, no distrito de Muidumbe, Cabo Delgado, cujas instalações foram destruídas por grupos rebeldes que atacam a região.

O ataque obrigou nove jornalistas a fugir para as matas, onde alguns pernoitaram mais de uma semana até chegarem a locais seguros.

“O Misa Moçambique condena estes atos bárbaros de terrorismo e solidariza-se com as vítimas”, concluiu.

Fonte: Lusa

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *